Em Lisboa, Brasileiros denunciam golpe de esquerda no Brasil

LISBOA
por YUKIO SPINOSA
com informações e imagens de SANTOS NETO

Na tarde de Sábado (21) após conferência para a imprensa portuguesa e reunião em frente ao Consulado-Geral do Brasil em Lisboa, brasileiros realizaram uma manifestação sobre as fraudes nas eleições de 2014. O foco foi denunciar a ação da organização de esquerda Foro de São Paulo nas eleições do Brasil e da Venezuela através da contratação da empresa registrada em Barbados, Smartmatic.

No dia 15 de Março, em Washington (DC), representantes do mesmo grupo vão se reunir para outra manifestação, de maiores proporções, ao mesmo tempo em que protestos acontecerão em várias cidades do Brasil.

Antes de ir à Praça Luis de Camões para registro de imagens visando conscientizar o povo brasileiro sobre a importância de cobrar investigações quanto ao esquema que reelegeu a presidente Dilma Roussef do PT, o Conclave para a Democracia do Brasil, liderado em Lisboa pelo pensador político Dalmo Accorsini, apresentou documentos que colocam em dúvida a reputação da empresa vencedora da licitação do governo brasileiro para a votação em urnas eletrônicas e apuração dos votos. “Numa democracia, o voto precisa ser secreto, mas não a apuração”, afirma Dalmo.

O brasileiro citou o jornalista investigativo inglês Alek Boyd, ameaçado de morte depois de uma série de publicações em seu blog sobre a relação da Smartmatic com o regime ditatorial de Hugo Cháves. A empresa também atua em outros países com alto índice de corrupção: Bolívia, México e Filipinas. A Smartmatic teve 28% de suas ações compradas pelo governo da Venezuela em 2003, através do intermediador, Omar Montilla Castillo.

Além de Dalmo, que vive nos Estados Unidos há 20 anos, o jornalista colombiano Ricardo Puentes e o representante do Partido Pró-Vida (PPV) de Portugal, Manuel Matias, presidiram a coletiva com representantes da mídia lusófona na aconchegante sala de conferências do Bairro Alto Hotel.

O ex-vice-presidente da Colômbia, Francisco Santos Calderón, teve sua mensagem lida pelo jornalista colombiano: 

“Hoje na Venezuela, a oposição política é criminalizada. Utiliza-se a instituição política para delinquir e traficar.A justiça foi cooptada pelos burocratas a serviços de interesses políticos. Políticas públicas estão sendo substituídas por ações assistenciais que só logram aqueles que apoiam o regime de maneira submissa. O Estado se transformou em uma grande máfia onde todos protegem todos, numa verdadeira lei do silêncio como a mais diabólica ‘cosanostra’. Na Venezuela o cidadão perdeu sua dignidade. (…) O governo é cúmplice silencioso de uma elite que enriqueceu com os bens públicos. (…) Hoje a situação da Venezuela deixou de ser a situação da Venezuela. Hoje a situação da Venezuela passou a ser a situação da Democracia, da dignidade humana, dos direitos humanos, da Liberdade e da Civilidade. Não podemos permanecer silenciosos (…) Isto já deixou de ser política há muito tempo e se transformou em brutalidade.  Convido-os a contar o que estão passando, que incitem seus governos que não se calem por medo ou por diplomacia e que se sintam Venezuelanos porque hoje a Venezuela é o cenário onde se vive a batalha pela liberdade e pela democracia. Hoje, mais que nunca, todos somos Venezuelanos.”

Empresária da indústria têxtil no Brasil, Cecilia Bourdon recitou o apoio do professor Olavo de Carvalho ao Conclave:

“Pela primeira vez fatos relevantes e essenciais estão sendo colocados ao alcance de jornalista e outros formadores de opinião, rasgando uma cortina de segredos que há décadas protege uma quadrilha de celerados desprovidos de qualquer consciênciaa moral, empenhados em fazer do nosso país e de toda a América Latina o seu quintal, o seu feudo, o seu bordel privado. Da distância em que estou envio a todos os participantes desse encontro a expressão da minha profunda gratidão de brasileiro (…) ”

Apesar das eleições de 2014 estarem sob suspeita de fraude, as empresas da grande mídia brasileira nada publicam a respeito, mas a consternação é visível na internet, nos comentários em websites sobre política nacional, nas redes sociais e na boca do povo. 

O PDF com os documentos sobre a Smartmartic e presos políticos pelo regime comunista da Venezuela podem ser baixados neste link: lisboasimples3.

7 comentários em “Em Lisboa, Brasileiros denunciam golpe de esquerda no Brasil”

    1. CONCORDO PLENAMENTE, O QUE NOS´´´´ BRASILEIROS ESTAMOS PASSANDO……. ISSO NÃO E´´ VIDA, ROUBOS, UMA SAUDE PRECARIA, UMA EDUCAÇÃO MAL RESOLVIDA QUE NOSSOS FILHOS SAEM DA ESCOLA SEM SABER NADA,.SEGURANÇA NEM SE FALA E´´ A PIOR HOJE, DO QUE MUITOS ANOS ATRAS., O PREÇO DE TUDO….. LA´´ NO ALTO, MUITO CARO, NÃO SEI ONDE NOS´´ BRASILEIROS VAMOS PARAR COM TUDO ISSO,

      Curtir

  1. Já se passou da hora da Intervenção Militar. Esses bandidos, corruPTtos, demagogos, ladrões estão comprando tudo o que é perigoso pra eles. Querem nos transformar naquele país de miseráveis que se tornou também a Venezuela. A imprensa brasileira recebeu alta soma de dinheiro pra silenciar-se. Estamos sem uma liderança pra alavancar nossas manifestações em todo o pais, e os militares não se manifestam. Queremos sair de nossas casa pra apoiar a intervenção mas ela só se manifesta nas capitais como São Paulo e Brasilia. É preciso um movimento em todo o pais pra termos força e tirar essa gente no grito. Impeachment não vai adiantar porque somente a presidANTA sai. è preciso tiramos essa sujeira toda de uma só vez e começarmos de novo.

    Curtir

  2. Ajudem o povo Brasileiro, mostrem ao mundo através dos jornais internacionais, a DITADURA em que estamos vivendo.
    A presidenta Dilma, e o seu partido o PT, estão roubando o povo, e a imprensa brasileira esta impedida de divulgar o caos que se propaga.
    Dia 15 de março o povo brasileiro que realmente trabalha, paga suas contas e as contas desses politicos corruptos, sairá as ruas pedindo o impeachment de Dilma e sua corja o PT, partido dos trabalhadores.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s